sexta-feira, 26 de junho de 2009

ENQUANTO ISSO...




... enquanto isso, fora do Brasil, muita gente continua fazendo as coisas bem feitas, com muito cuidado e profissionalismo. Tecnologia, experiência e muito respeito a arte. Por aqui já se andou em muitos campos (digo em relação as condições de trabalho, talento sempre houve) no cinema, na dança, até na música erudita, que aliás é uma história de cuidado recente. Mas a fundição artística ainda não teve a sua vez. Essas imagens acima são, a primeira da França, Fundição Coubertain, e a segunda da Itália, Fundição Massimo Del Chiaro.
Mas estamos começando a nos mexer e em breve, acredito, teremos uma nova história pra contar. Não q as nossas histórias não sejam belas, como é aliás a da Fundição Zani no Rio de Janeiro. Veja abaixo.

Um comentário:

Eduardo P.L disse...

Parabéns pela sua brava luta no sentido de poder reescrever a história da boa fundição no Brasil