sexta-feira, 26 de junho de 2009

A FUNDIÇÃO ARTÍSTICA NO BRASIL HOJE




















Mês passado tive o prazer de conhecer o Sr. Amadeo Zani. Neto do grande escultor italiano do mesmo nome e atual proprietário da fundição Zani.
È uma história de muitas glórias e possivelmente de muitas amizades, amores, emfim, de realizações de toda sorte. É, sem dúvida, antes de tudo , parte da história desse nosso Brasil. Lá foram fundidos os Candangos de Bruno Giorgi, os Anjos de Ceschiatti....
Do Sr. Zani trago a impressão de um homem sensível, esclarecido e ciente dos problemas da fundição artística hoje em nosso país, o que, aliás, as imagens falam por si. Atrás do nostalgico e exótico desse cenário há uma pergunta dificil de responder. Até quando resistirão? Os que permanecem sentimos que o fazem mais por amor e apego que por reais condições de trabalho. A culpa, sobre hipótese alguma, deve reacair sobre eles. Fazem o impossível, como aliás, boa parte dos artístas brasileiros.

4 comentários: